Deputado General Girão pede explicação de R$ 1,3 bilhão enviado ao RN

“Ingrata. A governadora Fátima Bezerra é uma ingrata. Se não fosse pelo apoio do governo Jair Bolsonaro, o quadro no Estado seria bem pior. Mas, nem isso a governadora reconhece”, criticou o deputado federal General Girão (PSL), afirmando que a governadora do Rio Grande do Norte recebeu, durante o período da pandemia da covid-19, um total de R$ 1,3 bilhão em recursos federais e que, por mau uso do dinheiro público, ninguém sabe para onde esse recurso foi.

Questionado pela reportagem do Agora RN sobre ao que se referia quando mencionava “mau uso do dinheiro público” e se tem provas da acusação de que o governo do Rio Grande do Norte gastou os R$ 1,3 bilhão, o parlamentar citou, como exemplos, “o pagamento de R$ 5 milhões feito ao Consórcio do Nordeste pela compra de respiradores, que nunca foram entregues ao Estado. O repasse de mais R$ 1,5 milhão por ventiladores danificados pulmonares e a não-construção de um Hospital de Campanha para atender pacientes vítimas da covid-19”.

Esse valor de R$ 1,3 bilhão, citado pelo deputado, consta em um relatório do Tribunal de Contas do Estado (TCE), elaborado em 2020, e faz parte dos recursos enviados pelo governo federal ao Rio Grande do Norte, para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, em que a maior parte dessas despesas foram utilizadas na Fonte 100 – que concentra os recursos que podem ser empregados livremente pelo Executivo, pois não têm vinculação específica.