Moro informa consultoria que o emprega que não irá se candidatar a presidente nas eleições de 2022

Há duas semanas, o Radar mostrou que o ex-ministro Sergio Moro, em conversas com aliados políticos, havia estipulado o mês de outubro como prazo para definir sua possível entrada na disputa presidencial. Na mesma nota, o Radar mostrou que o ministro havia optado por se filiar ao Podemos, caso decidisse pelo caminho político.

Diante das expectativas geradas em torno do seu nome, o ex-ministro acelerou esse processo e agora é oficial. Moro, apesar da esperança de alguns aliados, informou ao seu empregador, a consultoria Alvarez & Marsal, que não será candidato ao Palácio do Planalto em 2022. É carta totalmente fora do baralho.

Radar – Veja